Tipos de Rugas x Tratamentos

 

 

 

As rugas são para muitas mulheres um grande inimigo. A luta contra o envelhecimento cutâneo começa cada vez mais cedo. O ser humano quer ser jovem, porém estas marquinhas fazem parte de uma fase da vida inevitável.

 

Se quer que o ponteiro do relógio ande mais devagar, ou seja, retardar a chegada das temidas rugas, bem como tratá-las adequadamente, é necessário conhecer as suas características.

 

Mas o que são rugas?

 

São pregas na pele causadas, principalmente, devido ao envelhecimento e conseqüente perda de tonicidade e elasticidade dos tecidos tanto na camada superficial como nas mais profundas.

 

Efetivamente, as glândulas sudoríparas e sebáceas que hidratam a pele vão diminuindo com o tempo, em vista disso esta torna-se menos úmida e as fibras elásticas ficam debilitadas.

 

A pele acaba assim perdendo a sua sustentação, ou seja, de lisa passa a enrugada e flácida. Este processo fisiológico ocorre naturalmente de forma progressiva em todas as pessoas.

 

Fatores extrínsecos que podem acelerar o envelhecimento

 

Ok! O surgimento das temidas rugas é sim um processo natural, no entanto, fatores externos podem acelerá-lo, provocando o aparecimento de rugas precoces. Dentre esses principais agentes externos podemos destacar:

 

  • Exposição aos raios solares;
  • Tabaco;
  • Consumo em excesso de bebidas alcoólicas;
  • Poluição;
  • Alimentação desequilibrada;
  • Stress;
  • Alterações hormonais.

 

Portanto alguns desses fatores podem sim ser evitados ou controlados por nós também.

 

Mas quais são os tipos de rugas e os tratamentos mais adequados para cada uma?

 

Atualmente podemos classificar as rugas em 4 gêneros, sendo eles:

 

1. Marcas de Expressão ou Rugas Dinâmicas

 

As rugas dinâmicas, também conhecidas como marcas de expressão, são aquelas causadas pela ação dos músculos faciais, visíveis somente com o rosto em movimento. Como consequência dessas frequentes contrações, com o passar do tempo, surgem as linhas de expressão.

 

Localizadas na testa, entre as sobrancelhas, ao redor dos olhos (pés de galinha) e lábio superior, as marcas de expressão são as algozes de quem faz muitos movimentos faciais para se comunicar, independentemente da idade.

 

Para evitar o problema, vale a pena apostar desde cedo nas aplicações de toxina botulínica, capaz de diminuir a intensidade das expressões.

 

rugas1

 

2. Rugas Finas

 

Comuns em pessoas de pele mais clara e com pouco mais de 30 anos, as rugas finas estão diretamente relacionadas à perda de colágeno, substância responsável pela manutenção da tonicidade e resistência da pele.

 

Apesar de ser o tipo mais superficial, confere um aspecto quebradiço à cútis, que se agrava, principalmente, pela exposição diária aos raios solares.

 

São as mais fáceis de amenizar já que só afeta a camada superficial da pele, a epiderme.

 

Tratamentos estéticos como peelings superficiais, lasers ablativos, luz intensa pulsada ou cremes manipulados com diversos ácidos (prescritos por um médico ou profissional habilitado), são excelentes opções para o tratamento das rugas finas.

 

rugas2

 

3. Rugas Gravitacionais

 

Causadas, principalmente, pela redução das fibras colágenas e elásticas e ação da gravidade, as rugas gravitacionais aparecem juntamente com a flacidez muscular, e são mais evidentes a partir de 50/60 anos no pescoço, nas laterais da mandíbula e à frente das orelhas;

 

A reposição de colágeno é uma das formas de combater ou retardar o surgimento dessas rugas.

 

Existem alguns meios de se fazer essa reposição, entretanto, é importante saber que, para o colágeno ser sintetizado pelo organismo, é necessário consumir vitaminas C e E, selênio e zinco.

 

Isso é possível através da inclusão de alguns alimentos na dieta como acerola, abacaxi, caju, laranja, limão, avelã, amêndoas, castanha-do-pará,macadâmia e azeite extra-virgem.

 

No mercado existem inúmeros tipos de colágeno disponíveis. O colágeno em pó, encontrado em sachês ou em potes, que pode ser misturado em água, suco ou vitaminas é o mais consumido, porque o processo de hidrólise (quebra da proteína) faz com que ele tenha melhor absorção.

 

Já o colágeno em cápsulas tem menor absorção, pois o revestimento da cápsula precisa ser digerido e a dose de colágeno em cada cápsula é relativamente menor.

 

Já o colágeno em balas é a opção mais cara. Sua absorção é menor que sua versão em pó, porém a vantagem desse método é a opção dos aromas frutados que dão sensação de saciedade e reduzem o apetite.

 

Dentre os tratamentos estéticos volumizadores, radiofrequência e laser podem atenuar esses tipos de marcas do tempo.

 

rugas3

 

4. Rugas Estáticas ou Profundas

 

Consequência do envelhecimento intrínseco (geneticamente natural) e extrínseco (provocado por agentes externos), as rugas profundas costumam aparecer devido à perda intensa de colágeno e afinamento da derme, principalmente a partir dos 45 anos.

 

Ficam expostas mesmo em repouso, ou seja, notam-se constantemente. Podem surgir também devido a evolução das rugas dinâmicas não tratadas, que pioram e se acentuam com o passar do tempo.

 

Para amenizar essas rugas a radiofreqüência é uma excelente opção. É um tratamento que consiste em elevar a temperatura da pele de 36 a 42º C, aproximadamente, atingindo as camadas de colágeno e fibras musculares e deixando-a mais saudável e vistosa.

 

Laser e dermocosméticos também podem ser eficientes.

 

rugas4

 

Agora que você já sabe tudo sobre as rugas, pode manter a pele jovem por mais tempo retardando o seu aparecimento.

 

Se as marquinhas já estão presentes, não se preocupe, pode sempre recorrer a tratamentos estéticos especializados para atenuá-las. Contudo, lembre-se que é impossível evitá-las, por isso seja otimista e aproveite a vida ao máximo.

 

As rugas não escondem a beleza, elas exalam sabedoria.

 

 

 

Até breve!

Dra. Andressa Novaes

 

 

Fonte das imagens: www.cuidadosdapele.com

 

 

 

Andressa Novaes

Sobre Andressa Novaes

Fisioterapeuta Graduada pela FAJ, 2008 | MBA em Fisioterapia Dermato Funcional, Cosmetologia, Estética, 2013, CEFAI | Especialista em Acupuntura Auricular (2005), Pilates Clássico e Contemporâneo (2009) e Neopilates (2015) | Gestora da Corpore Center Brasil.