Menopausa acelera envelhecimento da pele

 

 

 

Os cuidados com a pele são uma preocupação contínua e que vem sendo explorada ao longo da vida, e o cenário ideal seria iniciar um programa de cuidados preventivos a partir dos 30 anos de idade, o que nos permitiria certamente ter uma pele mais jovem aos 50 ou 60 anos.

 

É bastante comum querer intensificar e aprender como cuidar da pele na menopausa.

 

A fase já é bastante complicada para a maioria das mulheres, pois têm que se adaptar com as mudanças de humor, da insônia e do ganho de peso.

 

O importante é que todas as mulheres devem saber que os efeitos da menopausa podem ser amenizados se aprenderem como cuidar da pele de forma preventiva assim que identificarem as primeiras alterações.

 

As alterações da pele podem ser sentidas tanto na fase da perimenopausa como no período pós-menopausa.

 

A redução dos níveis de estrogênio – uma das principais alterações hormonais na menopausa – produz efeitos sobre a pele das mulheres, que se manifestam de várias formas:

 

– Registra-se uma menor produção de elastina (que assegura a elasticidade da pele) e de colágeno (que assegura a firmeza da pele) resultando em flacidez e rugas mais profundas;

 

– Uma menor produção de oleosidade por parte das glândulas sebáceas, o que pode provocar pele seca e com um aspecto espesso;

 

Diminuição da espessura da derme, tornando-o mais fina, frágil e facilitando o surgimento das rugas;

 

Aumento da produção de testosterona, o que pode provocar o aparecimento de pelos faciais e acne, especialmente na zona inferior do rosto (queixo e pescoço).

 

– A produção de ácido hialurônico, que tem a função de hidratar a pele, também diminui;

 

– Ocorre incremento na produção de melanina a cada exposição solar, agravando as manchas já existentes ou desencadeando o surgimento delas.

 

Nos cinco primeiros anos após a menopausa, há uma diminuição na taxa de colágeno de cerca de 30%; depois dessa baixa acelerada, segue um declínio anual de 2,1%.

 

E agora, como lidar com as alterações da pele na menopausa?

 

Existem pequenas rotinas diárias que podem ser alteradas ou melhoradas de forma a cuidar da saúde da pele durante a menopausa.

 

Mantenha uma alimentação balanceada

 

Para começar, é importante assegurar uma dieta alimentar rica em ômega-3, vitaminas, minerais e fibras; e o consumo de pelo menos oito copos de água por dia é imprescindível para assegurar os níveis de hidratação da pele.

 

Higiene Pessoal

 

Evite duchas ou banhos com água muito quente, assim como sabonetes muito perfumados e que podem facilmente irritar a pele.

 

Sempre hidratar a pele com um creme adequado ao seu tipo de pele imediatamente após o banho.

 

Para o corpo, recursos simples como óleos de amêndoas doces ou de sementes de damasco podem ser muito eficientes.

 

Priorize um Estilo de Vida Saudável

 

Durma o suficiente, não fume, pratique exercícios regularmente, mantenha os níveis de stress controlados, evite a exposição solar excessiva (não saia de casa sem um protetor solar com FPS 30 no mínimo).

 

Os cosméticos podem ser grandes aliados

 

A indústria cosmética está sempre pesquisando e lançando novos itens para atender essa faixa etária.

 

Exemplo disso são os produtos que mantêm a hidratação da pele por 12 horas e trazem fórmulas com fatores anti-desidratantes.

 

Para saber qual usar, o ideal é recorrer a orientação profissional especializada, pois seu objetivo pode variar entre buscar o clareamento de manchas, reduzir rugas e flacidez e hidratar.

 

Muitos cosméticos oferecem solução para várias alterações ao mesmo tempo, e entre os ativos que dão bons resultados, destacam-se:

 

  • Ácido hialurônico;
  • Padina Pavonica: alga marinha que amacia e tensiona a pele porque estimula a produção de proteínas preenchedoras do espaço entre o colágeno e a elastina;
  • Aquaporinas: estimulam a circulação de água entre os canais protéicos das células, conferindo hidratação profunda;
  • Estrógeno: melhora o colágeno e beneficia a textura;
  • Antioxidantes como vitaminas A e C, licopeno, chá verde e coenzima Q10: neutralizam os radicais livres que causam envelhecimento;
  • Ácidos como retinóico, glicólico, kógico e mandélico: descamam a superfície, eliminam as células mortas e atuam na derme estimulando a produção de fibras elásticas e colágenas, suavizando rugas e clareando manchas;
  • Para promover hidratação intensiva,componentes da classe dos silícios orgânicos, como hidroxiprolisilane e ascorbosilane, são bem indicados;
  • As águas termais, ricas em elementos minerais também refrescam e hidratam a cútis madura.

 

Busque ajuda profissional especializada

 

Em clínicas que oferecem tratamentos estéticos avançados e consultórios médicos, há tratamentos que dão uma força nessa empreitada.

 

  • Laserterapia: Trata manchas, flacidez como a papada e falta de contorno facial;
  • Radiofrequência: Pode ser bipolar ou fracionada, melhora a firmeza;
  • Luzes ablativas fracionadas: Favorecem a textura e auxiliam na renovação da pele e formação de colágeno;
  • Toxina Botulínica: Pode ser usada para fazer o relaxamento de músculos faciais, inibindo a formação das rugas dinâmicas através da contração ou do movimento muscular, capaz de impedir a contração dos músculos faciais que dão origem às rugas;
  • Aplicação de ácido hialurônico, vitamina C e outras substâncias na derme, melhoram a hidratação e luminosidade da pele;
  • Peelings químicos promovem renovação cutânea;
  • Depilação a Laser: É a mais indicada especialmente na face, pois a depilação com cera pode ocasionar manchas escuras ou até brancas no local.O processo de remoção de pelos nas mulheres durante a menopausa leva mais tempo do que o habitual. É importante agir rapidamente, porque se os pelos ficarem brancos, o laser não será capaz de tratá-los.

 

Mais cedo ou mais tarde, todas as mulheres passam por esta fase de transição hormonal.

 

Quando a menopausa chegar, enfrente-a com otimismo.

 

Em vez de se focar no que está a perder, pense no que irá ganhar.

 

Descubra o que realmente gosta de fazer e invista em atividades que lhe dão prazer.

 

Lembre-se que, aos 50 anos, terá uma maturidade que não tinha anteriormente.

 

Logo, poderá estar mais apta para assumir novos desafios.

 

Estimule a mente com leitura, viagens e outras oportunidades de descoberta.

 

O que é novo para o ser humano também o ajuda a sair do entorpecimento em que por vezes se cai.

 

Seja feliz sempre!

 

 

 

 

 

Andressa Novaes

Sobre Andressa Novaes

Fisioterapeuta Graduada pela FAJ, 2008 | MBA em Fisioterapia Dermato Funcional, Cosmetologia, Estética, 2013, CEFAI | Especialista em Acupuntura Auricular (2005), Pilates Clássico e Contemporâneo (2009) e Neopilates (2015) | Gestora da Corpore Center Brasil.