CUIDADO COM AS COMIDAS DE PRAIA!!!

 

 

Quais cuidados devemos ter ao comprar produtos de ambulantes? (Queijo coalho, milho verde, lanches naturais, camarão…)

 

Primeiramente, não é aconselhável consumir alimentos que levam maionese, ovos, molhos, queijo e camarão.

 

Evite frituras ao máximo!

 

Peixe frito, batata frita, pastel e bolinhos, além de extremamente calóricos, a maioria das barracas de praia não tem a preocupação em trocar o óleo da fritura.

 

 

 

O óleo quanto mais escuro, mais toxinas acumuladas.

 

  • Batata Frita – 13 palitos ou 100g = 370 cal.
  • 1 prato (sobrem.) de isca de peixe frito = 550 cal
  • 1 prato (sobrem.) de mandioca frita = 140 cal.
  • Pastel de queijo – 1 unidade ou 100g = 380kcal 

 

O queijo coalho não pode ficar muito tempo sem refrigeração, pois as chances de contaminação são enormes!

 

 

Os pedaços são geralmente assados em latas de tinta, o que é super tóxico à saúde.

 

Fuja deles!

 

  • 1 espetinho de coalho assado = 337 cal.

 

E a famosa “raspadinha”, que faz tanto sucesso com as crianças, é importante saber a procedência do gelo.

 

O gelo deve ser feito com água potável e o gelo potável não deve vir em barra, pois é usado somente para refrigeração.

 

Por isso você deve observar que tipo de gelo ele está usando, pois as bactérias não morrem com o congelamento!

 

  • 1 raspadinha com leite condensado pode chegar à 400 cal.

 

Quando for comer milho cozido, perceba se ele está totalmente imerso na água e se está saindo vapor. Isso indica que o alimento está em temperatura alta, essa é uma das formas mais seguras e saudáveis de o consumir.

 

 

Evite de colocar manteiga/margarina, pois além de aumentar o valor calórico, ela não é mantida sob refrigeração e aumenta o risco de crescimento de bactérias.

 

  • Milho verde – 1 espiga ou 120g = 135kcal

 

O lanche natural pode até parecer bem saudável e livre de qualquer problema, mas também é preciso ficar de olho!

 

Se for preparado na hora, em uma barraca de sua confiança, com a higiene adequada, tudo bem.

 

Agora se for vendido pelos ambulantes que andam a praia inteira, daí o problema.

 

Os lanches devem estar muito bem embrulhados com papel alumínio e acondicionados em sacola térmica ou isopor para manter a temperatura.

 

  • 1 sanduíche natural com queijo branco e peito de peru tem cerca de 300 cal e baixa quantidade de gordura.  

 

Algumas barracas e ambulantes ainda vendem salada de frutas. Teria opção mais saudável do que uma saladinha de frutas? Realmente não.

 

Mas o problema é que ela requer muita manipulação e quanto maior a manipulação para o preparo de um alimento, maior é o risco de contaminação.

 

Para garantir a segurança alimentar, as frutas devem ser muito bem lavadas e desinfectadas, depois cortadas uma a uma com uma faca devidamente desinfectada também, e a higiene deve ser indiscutível.

 

Difícil de garantir tudo isso, certo? Portanto salada de frutas, apesar de super saudável e refrescante, definitivamente não é uma boa opção!

 

Na hora de consumir ostras e camarões, a preocupação deve ser dobrada! Se não for de uma procedência muito boa, muito bem cozidos e de um local super higiênico, pode vir “recheado” de bactérias e provavelmente você terá uma toxinfecção alimentar.

 

Eles podem conter diversas bactérias e as mais perigosas: salmonela e vibrião colérico.

 

Aqueles camarõezinhos que passeiam expostos sob os ombros dos ambulantes então, nem pensar!

 

 

O camarão fica horas exposto diretamente ao sol, ou pior, coberto por um paninho, que abafa o alimento, e aumenta mais ainda a chance de crescimento de bactérias.

 

  • 1 espetinho de camarão frito tem cerca de 250 calorias.


* E nas barracas? O que é preciso avaliar antes de consumir algo?

 

Primeiramente é importante observar a higiene do local, se há presença de moscas ou outros insetos, e dos funcionários.

 

Funcionário que manipula alimentos não pode ter contato direto com dinheiro.

 

Funcionários com unhas curtas, cabelos presos e roupas limpas é um sinal de que existe uma preocupação com a higiene naquele local.

 

Os “Paninhos” passam uma ideia de higiene totalmente errada. Esses paninhos podem ser um grande foco de contaminação. Fique de olho!


* E o que podemos levar de lanchinho para a praia? A ideia é sugerir coisas saudáveis.

 

  • Sanduíches naturais (feitos com pão integral, queijo branco, cenoura ou beterraba ralada);

 

  • Castanhas (do Pará, de Caju, nozes, amêndoas e avelãs) são saudáveis, ótimas fontes de vitaminas e gorduras boas. Só é preciso tomar cuidado com a quantidade, pois são bem calóricas. Uma porção do tamanho do miolo da palma da mão é suficiente;

 

  • Frutas naturais e frutas secas como damasco e ameixa, são ótimas opções. Só cuidado com as frutas cítricas (abacaxi, figo, mamão, laranja e manga) que ao entrarem em contato com a pele, podem provocar manchas;

 

  • Tirinhas de vegetais. Cortar pepino, erva doce, salsão e cenoura em tirinhas é uma opção saudável e com baixíssimas calorias. Tomate cereja e cenoura baby também são ótimas opções;

 

  • Queijinhos pasteurizados são boas opções, pois não estragam com facilidade;

 

  • Cookies integrais e bolachas de pacotinho individual. Existem muitas opções no mercado desses produtos light ou integrais;

 

  • Sucos de garrafinha, água de coco e isotônicos são excelentes para repor os sais minerais perdidos durante um dia de praia, onde o sol e o calor são intensos;

 

  • Picolés a base de frutas (de marcas conhecidas) são zero de gordura e possuem baixas calorias.

* Onde é melhor levar? (isopor, sacola térmica…)

 

Os alimentos podem ser acondicionados em caixas de isopor ou bolsas térmicas.

 

Assim, você consegue garantir que os alimentos fiquem sempre fresquinhos.

 

Quando chegar à praia, evite deixar os alimentos em contado direto ao sol, coloque-os sempre em baixo do guarda sol.

 

* E o que não podemos levar?

 

Evite levar salgadinhos de saquinho, bolachas recheadas, chocolates e proteínas como frango, pois estragam com facilidade.

 

Amendoim é o mais rico em calorias, 1 xícara tem em média 500 calorias! Em um bate papo com os amigos você consome esta quantidade facilmente.

 

Biscoito de polvilho é outra opção calórica, cada pacote de 100g contém cerca de 460 calorias.

 

*E as Bebidas Alcoólicas?

 

O álcool ajuda a desidratar ainda mais o organismo.

 

Por isso com o sol, o calor intenso e ainda mais o álcool, é preciso se hidratar bastante!

 

Caipirinha preparada com vodka pode chegar a 300 calorias, as preparadas com saquê e adoçante pode chegar a 120 calorias. É uma boa substituição!

 

Cada lata de cerveja contém 175 calorias, porém as pessoas acabam bebendo muito mais do que 1 latinha.

 

Existem as versões de cervejas sem álcool, que reduzem em mais da metade as calorias (60 calorias/lata) e não apresentam o efeito da desidratação. Essa troca também vale a pena!

 

* E quais cuidados é preciso ter com as bebidas vendidas nas barracas? E os chás vendidos por ambulantes?

 

Lembre-se de limpar sempre a latinha com água limpa, ou até mesmo passar um álcool em gel.

 

Copos só os descartáveis, e atenção aos canudos, pois devem ser embalados um a um pelo fabricante.

 

Não peça gelo para colocar na bebida. Na maioria das vezes o problema maior está no gelo, pois em muitos casos não é feito com água potável e o congelamento não é o suficiente para matar as bactérias.

 

Bebidas “caseiras” vendidas por ambulantes são muito perigosas, pois não se sabe a procedência da água, a higiene do local, como foi armazenado, etc.

 

* Em praias é sempre melhor escolher bebidas industrializadas? (suco del valle, água mineral, chá de latinha, picolés de fruta…)

 

Se você optar por alimentos industrializados, com certeza terá uma garantia a mais.

 

Os  produtos industrializados são mais seguros do que os feitos de forma caseira quando não se tem certeza da procedência. Sempre verifique se estão bem fechados!


* Quais as consequências de consumir alimentos “deteriorados”? (vômito, diarreia, infecção intestinal…)

 

Entre os microorganismos que podem provocar intoxicações alimentares, podemos citar a Salmonella SPP, que é encontrada principalmente em alimentos de origem animal, maioneses caseiras e pratos à base de ovos; a Sthaphylococcus Aureus, que está presente normalmente nas mucosas nasais humanas, feridas e alimentos contaminados por manipulação inadequada e a Bacillus cereus, que é encontrada no solo, em vegetais, cereais, tanto em alimentos crus como processados.

 

 

Os sintomas podem ser dor de barriga, náuseas, vômitos, infecções gastrointestinais e diarréia.

 

 

 

Curtam o Verão! Curtam a Praia! Mas Cuidado com o que Irão Ingerir!

Abraço e Um Feliz Ano Novo Para Todos Nós!!!

Dra. Michelle Ferreira

 

 

 

 

 

Michelle Ferreira

Sobre Dra. Michelle Ferreira

CRN3 19020 | Nutricionista Especialista em Nutrição Esportiva | Graduada pela São Camilo e especialista em nutrição esportiva pela Universidade Gama Filho (UGF) com curso de aperfeiçoamento pela Universidade de São Paulo (USP) | Cursos de nutrição funcional, vegetarianismo e veganismo | 10 anos de experiência em clínica com tratamento de obesidade, diabetes, distúrbios metabólicos, câncer, estética, intolerantes e atletas.