CALVÍCIE TEM TRATAMENTO!

 

 

Olá amadinhas e amadinhos como vão vocês?

 

Essa semana estamos aqui para falar de CALVÍCIE!

 

Sendo ela masculina ou feminina, alopecia em sua definição mais comum é a perda de cabelo.

 

Influenciada por diversos fatores não únicos, tais como: hereditariedade, hormônios, estresse e até mesmo a forma como você lava seus cabelos, pode ser definida em graus de 1 a 7 em 3 escalas diferentes conforme a imagem abaixo:

 

Tipos de Calvície

 

Muitos homens perdem sua autoestima (ou parte dela) quando a Alopecia parece não ter solução. Outros poucos simplesmente a assumem e não pensam mais nisso.

 

As mulheres têm menos tendência a Alopecia, no entanto o impacto psicológico costuma ser mais forte do que nos homens, e algumas chegam a estados profundos de depressão.

 

Homens ou mulheres podem ter sua autoestima tão afetada, chegando ao ponto de alterar drasticamente seu comportamento social! E isso definitivamente não é legal.

 

A calvície masculina, hoje abordada neste artigo, ocorre geralmente na parte superior e frontal da cabeça.

 

Na origem do problema, encontra-se um déficit no nível de testosterona no organismo. A testosterona (hormônio sexual masculino) é formada pela influência da enzima 5-alfa-redutase (localizada nos folículos pilosos) e é responsável por 95% de todos os casos de perda de cabelo nos homens, a qual se designa Alopecia Androgenética.

 

Os avanços tecnológicos nos permitem provocar o crescimento de fios mais grossos.

 

Já existem diversos tratamentos disponíveis, como a técnica de microagulhamento, que vem se mostrando muito eficaz quando associado aos Fatores de Crescimento (que promovem o crescimento e a recuperação dos cabelos, dentre outros benefícios).

 

Entendendo um pouco da definição dos Fatores de Crescimento e Peptídeos para o tratamento de Alopecia

 

Fatores de Crescimento são proteínas (citocinas) produzidas por células do tecido, essas são responsáveis pelo fenômeno conhecido por “Comunicação Celular”. Graças a esta “comunicação química” o tecido desempenha a sua função. São importantes mediadores biológicos encontrados em vários tecidos em fase de cicatrização e/ou renovação celular.

 

Através do envelhecimento e por decorrência de algumas doenças, a produção de Fatores de Crescimento é diminuída e com ela a fisiologia do tecido.

 

A proteína VEGF, ou Fator de Crescimento Vascular Endotelial, ajuda o organismo a desenvolver vasos sanguíneos.

 

A técnica de microagulhamento com indução de fármacos, diferentemente dos tratamentos convencionais para o crescimento de pelos e cabelos, basicamente consiste em nutrição, vasodilatação de capilares, estimulo ou proliferação de Fatores de Crescimento e seus Peptídeos, mantendo a sobrevivência celular e assim proporcionando sucesso ao longo do tratamento, promovendo:

 

– Formação de novos folículos capilares com abundante deposição de matriz extra-celular: Essencial para o crescimento e permanência do novo fio de cabelo (raiz fortificada);

 

– Angiogênese capilar: Surgimento de novos capilares sanguíneos envolvendo o novo folículo – essencial para nutrição e vitalidade dos cabelos;

 

– Inibição da enzima 5-alfa redutase: Enzima responsável pela conversão da testosterona em um outro hormônio mais potente,  a di-hidrotestosterona  (DHT) , esse causador de necrose do bulbo capilar, consequentemente ocasionando a queda.

 

Estudos comprovam a influência dos Fatores de Crescimento e seus Peptídeos no ciclo capilar por razões hormonais e também por envelhecimento, fazendo com que as células responsáveis passem a produzir uma quantidade inferior de Fatores de Crescimento, influenciando diretamente na quantidade de cabelos no couro cabeludo.

 

A importância dos peptídeos (fragmentos de Fatores de Crescimento, onde é comprovado que tal sequenciamento de aminoácidos confere a funções específicas) encontra-se na forma mais concentrada, promovendo uma regulagem da expressão genética e do metabolismo celular estabelecida anteriormente na biologia da pele. As vantagens destes peptídeos como ingredientes cosméticos são:

 

  • Ação prolongada devido à alta estabilidade (resultado da modificação da sequência primária);
  • Penetração transdérmica por nano estrutura;
  • Alta pureza do produto.

 

A ciência a favor do tempo!

 

Copper Peptídeo

 

Tem sido demonstrado que Peptídeos de Cobre (Copper Peptídeo) agem como fatores de crescimento na diferenciação celular, além de estimular a proliferação de fibroblastos dérmicos e elevar a produção de fator de crescimento endotelial vascular (VEGF), tornando maiores os folículos capilares e, assim, engrossando o fio.

 

PROHAIRIN®

 

  • Atua na normalização da SECREÇÃO SEBÁCEA (ANTI SEBORRÉICO);
  • Aumenta a síntese de PROTEÍNAS DE ANCORAGEM (FIXAÇÃO DO FIO);
  • Aumento da FIXAÇÃO DE MELANINA nos fios (COMBATE AOS FIOS BRANCOS);
  • Estímulo das CÉLULAS TRONCO FOLICULARES e crescimento dos cabelos em até 6 semanas.

 

Com o uso de proteínas normalmente associada ao desenvolvimento de vasos sanguíneos, os cientistas descobriram que é possível atuar nas 3 maiores queixas da população: oleosidade, atrofia folicular e fixação do bulbo.

 

Milagre? Sejam bem vindos os recém famosos fatores de crescimento!!! Essa é a nova era da Tricologia!

 

Até a próxima,

Gio

 

 

 

 

 

Giovana Valente

Sobre Giovana Valente

Esteticista | Experiência profissional de 5 anos com Criolipólise | Criadora do método Divisão térmica | Consultora de multimarcas com experiência de 15 anos no mercado de estética | Sócia proprietária na empresa Localmed Equipamentos | Administradora em Locação de Criolipólise atualmente com 6 mil seguidores | Assessora da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional SP nas gestões de 2004 a 2006 | Assessora da Sociedade Brasileira de Células-Tronco de 2007 a 2008 | Colaboradora administrativa no livro: “História da Regional SBCP”.